Estadão

De Real para Realidade

i x Efeitos sonoros
Últimas Notícias

PF prende ex-governador do Amazonas por desvios na saúde

Leia maisFechar
Luiz Vassallo e Fausto Macedo 21/12/2017, 12h50 José Melo (PROS) foi detido em regime temporário na 3ª fase da Operação Maus Caminhos

José Melo. Foto: Valdo Leão / Secom AM

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira, 21 , o ex-governador do Amazonas Jose Melo (PROS) por suposto envolvimento em desvios de recursos público na área da Saúde. A prisão de melo é temporária. Ele é o principal alvo da Operação Estado de Emergência, terceira fase da Operação Maus Caminhos. Os investigadores atribuem a ele papel importante no núcleo político de organização criminosa.

A Operação Maus Caminhos é uma investigação conjunta da PF, Procuradoria da República e do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União.

Segundo a investigação, Melo ‘recebia vantagens indevidas do esquema criminoso, o que gerava acréscimos patrimoniais e movimentações financeiras incompatíveis com a renda’.

Receba no seu e-mail conteúdo de qualidade

Logo você receberá os melhores conteúdos em seu e-mail.

a PF cumpre, além da prisão temporária de Melo, outros 7 mandados de busca e apreensão em Manaus e também no município de Rio Preto da Eva.

A Operação Estado de Emergência, deflagrada nesta quinta, 21, recebeu este nome, segundo a PF, por ser ‘uma referência à situação de calamidade pública que se encontrava a prestação de serviços de saúde no Estado’.

Em 31 de agosto de 2016, o então governador decretou estado de emergência econômica na saúde do Amazonas, um mês antes da deflagração da primeira fase da Operação Maus Caminhos.

Na ocasião, Melo criou o Gabinete de Crise, composto pelas secretarias estaduais de Saúde, Casa Civil, Fazenda e Administração e Gestão.

Segundo a PF, os secretários destas Pastas foram presos na Operação Custo Político, 2ª fase da Maus Caminhos, deflagrada no último dia 13.

Os investigadores descobriram o suposto envolvimento do ex-governador com o ‘avanço da investigação’.

A PF diz que ‘o chefe maior do Executivo estadual recebia pagamentos periódicos dos membros da organização criminosa’.

Na primeira fase da operação, a PF, Procuradoria e a Controladoria descobriram que a organização desviava recursos da saúde por meio de contratos da Secretaria da área com o Instituto Novos Caminhos (INC) para a gestão de duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Manaus e Tabatinga e um centro de reabilitação para dependentes químicos em Rio Preto da Eva. As fraudes somavam mais de R$ 110 milhões e ‘contavam com o envolvimento de agentes públicos e privados’.

A segunda etapa da Maus Caminhos, denominada Custo Político, chegou a ‘novos agentes públicos’ supostamente envolvidos nas irregularidades, incluindo ex-secretários do Amazonas. A investigação revela que os ex-secretários ‘utilizavam prerrogativas para dar prioridade e agilidade nas liberações de recursos para a organização social INC, ‘mediante atos de ofício e em troca de vantagens indevidas’.

COM A PALAVRA, A DEFESA

A reportagem está tentando contato com a defesa do ex-governador. O espaço está aberto para manifestação.

R$ 110.000.000,00 = 49.549.549 Merendas Escolares
Linhas existentes - 335 km
Linhas que poderiam existir - 934 km
N

São Paulo

10 km
Vacinas dos últimos anos
Vacinas que poderiam ser compradas
Aedes aegypti - transmissor da Dengue / Chicungunya / Zica
Nº de repelente
14.964 casos de 2013 a 2016
1.125 cartelas de Tamiflu
225 casos por H1N1
Foto: Clayton de Souza | Fonte base conversão: Estadão

Neste momento em que o País passa por uma situação crítica, com deficiência de serviços públicos básicos, diariamente há um volume de denúncias e suspeitas de desvio de dinheiro de proporções sempre surpreendentes. Milhares, milhões, bilhões. São cifras tão grandes que fica difícil para os leitores entender a real dimensão do problema. Com a ferramenta “De Real para Realidade”, o leitor vai poder interagir com as matérias do jornal, convertendo as quantias em benefícios como vacinas H1N1, ambulâncias, repelentes, casas populares, quilômetros de metrô, entre outros, conectando as notícias de onde o dinheiro desaparece com as notícias de onde ele está faltando.

Fonte base conversão: Estadão
O valor base de conversão de Ambulâncias é de R$ 82.406, baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Ambulância: R$ 82.406
O valor base de conversão de Caminhões-pipa é de R$ 516 (15 mil litros), baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Caminhão-pipa: R$ 516 (15 mil litros)
O valor base de conversão de Casas Populares é de R$ 200.000, baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Casa Popular: R$ 200.000
O valor base de conversão de Quilômetros de Metrô é de R$ 296.000.000, baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Km de Metrô: R$ 296.000.000
O valor base de conversão de Merendas Escolares é de R$ 2,22, baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Merenda Escolar: R$ 2,22
O valor base de conversão de Quadras Poliesportivas é de R$ 44.450, baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Quadra Poliesportiva: R$ 44.450
O valor base de conversão de Repelentes é de R$ 12, baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Repelente: R$ 12
O valor base de conversão de Tamiflus é de R$ 199 (75mg), baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Tamiflu: R$ 199 (75mg)
O valor base de conversão de Vacinas H1N1 é de R$ 120, baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Vacina H1N1: R$ 120
O valor base de conversão de Viaturas Policiais é de R$ 51.266 (Palio Weekend), baseado nas fontes fornecidas pelo Estadão Viatura Policial: R$ 51.266 (Palio Weekend)